• banner-vestibular-2018-3








Imprimir

Artigo de aluno da Fafram é publicado em revista científica

leonardo-badu

Trabalho é de Leonardo dos Santos Silva (“Badu”), com orientação do professor Danilo Garnica Simini

O artigo “Liberdade de Culto e seus eventuais excessos: o exemplo da cidade de Ituverava/SP”, foi apresentado como Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) no curso de Direito da Faculdade Dr. Francisco Maeda (Fafram), e publicado na Revista de Direito e Política na última semana. O trabalho acadêmico foi escrito pelo formando de 2016, Leonardo dos Santos Silva (“Badu”), com orientação do professor Danilo Garnica Simini.

Em trecho do resumo do artigo, o autor explica o seu propósito. “A Constituição Federal de 1988 determina que o Estado brasileiro é laico e não deve interferir em qualquer religião, conferindo efetividade à liberdade de culto. Porém, o exercício da liberdade de culto pode trazer violações a direitos, tais como o direito ao sossego, em razão do excesso de som produzido pelas instituições religiosas”, afirma.

À Tribuna de Ituverava, Leonardo dos Santos Silva (“Badu”) fala sobre o trabalho. “O artigo discute a relação entre liberdade de culto e direito ao sossego, especialmente problemas que podem surgir decorrentes do barulho produzido durante as celebrações. Foi realizado levantamento das leis nacionais e municipais que regulamentam a questão, bem como foram entrevistados vizinhos das instituições religiosas”, explica.
“Acredito que que a pesquisa tem um grande valor para nossa sociedade, para que sejam respeitadas as normas e para que as pessoas consigam viver em harmonia, sem ruídos excessivos”, ressalta.

Orientados

O professor Danilo Garnica Simini, que orientou Leonardo dos Santos Silva (“Badu”), fala sobre o trabalho. “O artigo publicado sintetiza as principais ideias e resultados da pesquisa desenvolvida pelo Leonardo em seu Trabalho de Conclusão de Curso, que foi orientado por mim no ano passado. O trabalho é importante porque apresenta um estudo de caso envolvendo teoria e levantamento de dados da realidade de Ituverava”, completa.

Os autores

Leonardo dos Santos Silva (“Badu”) é formado em Direito pela Faculdade Dr. Francisco Maeda (Fafram). Ele é casado com Fabiana Manfré e tem a filha Laura Manfré Silva. São seus pais Carlos Humberto Morales da Silva e Sônia Aparecida dos Santos Toyoda.

Danilo Garnica Simini é doutorando em Ciências Humanas e Sociais pela Universidade Federal do ABC, mestre em Direito pela UNESP e docente na Universidade de Ribeirão Preto (UNAERP). Ele é casado com a professora Carla de Paiva Barbosa Simini e são seus pais José Roberto Simini (in memoriam) e Neusa Maria Garnica Simini e tem o irmão Eduardo Garnica Simini.

Fonte: Tribuna de Ituverava

Imprimir

Engenharia Mecânica vence Campeonato Interclasse da FFCL

futebol 2017 2

Os alunos do curso Engenharia Mecânica – 2º ano, conquistaram no último sábado, 2 de dezembro, o troféu do 1ª Campeonato Interclasse de Futsal da FFCL. A equipe derrotou a Administração – 2º ano pelo placar de 5 a 3, em decisão disputada no Centro Poliesportivo “Alexandre Miguel Bueno”, da Fundação Educacional de Ituverava (FEI).

O evento foi organizado pelo Diretório Acadêmico do curso de Administração e de Ciências Contábeis da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras (FFCL).

Troféus e medalhas
No final, as equipes campeã e vice-campeã receberam troféus e medalhas. Além do título, a equipe da Engenharia Mecânica também levou o prêmio individual de goleiro menos vazado, concedido a Leonardo Sales. Já a equipe da Administração teve o atleta Thales Santos, como o artilheiro do campeonato.

Semifinal
Antes, na semifinal, a equipe Engenharia Mecânica se classificou para a final, ao bater por 7 a 6 a Engenharia Civil – 2 º ano. Já a Administração se garantiu na disputa final pelo título, ao aplicar a goleada de 13 a 6, sobre a equipe da Engenharia Mecânica – 4º ano.

Equipes 
O campeonato contou com a participação de seis equipes, representando alguns cursos da instituição de ensino superior, que é mantida pela FEI. Foram elas: Administração – 2º ano, Técnico em Segurança do Trabalho, Engenharia Mecânica – 2º ano, Engenharia Mecânica – 4º ano, Ciências Contábeis e Engenharia Civil – 2º ano. Com entrada franca, os jogos estão sendo disputados desde 18 de novembro.

Fonte: Tribuna de Ituverava

Imprimir

Fafram recebe doações de livros para Biblioteca Jurídica

banner-livros-direito-busaA Fafram (Faculdade Doutor Francisco Maeda) recebeu esta semana a doação de cerca de 250 livros que foram doados para a biblioteca do curso de Direito. Os livros foram doados pelo advogado Dr. Fabiano Estevão Pavan Gonçalves.

Estiveram presentes para receber as doações, o presidente da FE (Fundação Educacional de Ituverava) Pedro César Galassi, o conselheiro Luiz Carlos Rodrigues “Busa” e o diretor da Fafram professor Doutor Márcio Pereira.

O advogado ressaltou que foi motivado pelo trabalho reconhecido que é desenvolvido pela Fafram e Fundação Educacional em Ituverava e que as Bibliotecas Jurídicas sempre necessitam de livros.

Segundo ele, como está migrando para digital, os livros estão perdendo a funcionalidade para os profissionais, contudo, lembrou que “para quem está iniciando na vida acadêmica, os primeiros atos de consultas são com os físicos”.

“E também para incentivar todos os profissionais das diversas áreas que puderem doar aqueles livros que estão parados, pois assim vão produzir muito mais na biblioteca do que nas estantes”, lembrou.

Adriano é de Uberaba e possui um hangar no Aeroporto de Ituverava e se considera também ituveravense pela acolhida que recebeu na cidade e por passar tempo considerável na cidade. O diretor, o conselheiro e o presidente da entidade agradeceram a nobre atitude do profissional.

Fonte: Jornal O Progresso

Imprimir

Alunos de Sistemas de Informação fazem doação a APAE

banner-sistemas-apae-2017Alunos do curso de Sistemas de Informação da Faculdade Dr. Francisco Maeda (Fafram), instituição mantida pela Fundação Educacional de Ituverava, doaram à Associação de Pais e Amigos de Excepcionais (Apae) cerca de 300 quilos de alimentos não perecíveis. A entrega foi na última quinta-feira, 16 de novembro, à diretora da Apae, Lucymara Bertinatto de Carvalho Sanches.

Em entrevista concedida à Tribuna de Ituverava, a professora do curso de Sistemas de Informação, Lidiane Kanesito, fala sobre o trabalho social realizado pelos alunos. “A arrecadação de alimentos foi organizada pelos membros do Diretório Acadêmico e pela empresa júnior do curso de Sistemas de Informação. No final de outubro, foi realizada a Semana de Sistemas de Informação e os participantes doaram alimentos como forma de inscrição para acompanhar o evento”, explica. 
“Tivemos um resultado bastante positivo, pois conseguimos 300 quilos de alimentos. Resolvemos doar para a Apae devido ao belo trabalho que a entidade desenvolve e também porque a Fafram tem uma parceria duradoura com a entidade”, ressalta Lidiane Kanesito.

Agradecimento

A diretora da Apae, Lucymara Bertinatto de Carvalho Sanches, agradece a ação dos alunos da Fafram. “A importância dessa doação é que vai ajudar na manutenção da entidade. Além dos alimentos, essa ação proporciona uma bonita interação entre alunos da Fafram e da Apae”, destaca. 
“Agradeço aos alunos do curso de Sistemas de Informação, pois a iniciativa vai proporcionar muitos benefícios à Apae”, completa. 
A 14ª Sesinfo (Semana de Sistemas de Informação) – evento em que os alimentos foram arrecadados – foi realizada entre os dias 23 e 27 de outubro. Neste ano, foram proferidas cinco palestras e o tema do evento foi “Internet of Things”.

Fonte: Tribuna de Ituverava

Imprimir

Diretor da FAFRAM é convidado para abertura de evento na UNIFEB.

banner-marcio-barretos

Diretor da FAFRAM Dr. Márcio Pereira participou da abertura do V Encontro Técnico Nacional de Heveicultura, realizado na UNIFEB (Barretos-SP) entre os dias 23 e 24 de Novembro de 2017. O diretor da FAFRAM também participou como moderador das palestras a convite dos organizadores do Evento. A abertura do Encontro também contou com a presença do ilustríssimo secretário estadual de Agricultura Arnaldo Jardim.

42888b56-5adf-4f58-b442-4979b05ceef9

93145bb0-e4c5-448c-92ab-53e33950f680

Folder 5o Encontro Tecnico Heveicultura 2017 Interno

Imprimir

Aprovado curso de engenharia elétrica na FFCL

banner engenharia eletricaNa última semana, dia 10 de novembro, Ituverava recebeu mais uma excelente notícia: o Ministério da Educação publicou portaria em que autoriza o funcionamento do curso superior de Engenharia Elétrica na Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras (FFCL), instituição mantida pela Fundação Educacional de Ituverava.

É mais uma conquista da FE, instituição que vem crescendo a cada ano, graças à qualidade de ensino que oferece e à seriedade com que é administrada pela diretoria, formada por homens íntegros, que colocam os interesses da cidade acima dos seus particulares.

Segundo o diretor da FFCL, Antônio Luís de Oliveira (“Toca”), à Tribuna de Ituverava, a expectativa é que as aulas comecem já em 2018. “Em janeiro publicaremos o edital para a realização do vestibular. Serão disponibilizadas 50 vagas, e as aulas devem começar já no início do ano”, afirma.

Estrutura Preparada

“Como a FFCL já oferece os cursos de Engenharia Civil, Engenharia Mecânica e Engenharia da Produção, já temos os laboratórios e o corpo docente necessários para o curso de Engenharia Elétrica. Por isso, já estamos preparados para dar início às aulas com celeridade”, ressalta. 
Ainda segundo Toca, com a implantação do curso de Engenharia Elétrica, Ituverava se consolida ainda mais como referência de ensino. “A FFCL completará as escolas de Engenharia, oferecendo cursos das quatros principais áreas. É uma conquista significativa para a instituição e vai consolidar Ituverava como uma referência em toda a região”, completa o diretor.

Curso

Depois das disciplinas básicas das engenharias, o aluno mergulha em aulas práticas e em laboratório. A formação profissionalizante tem início no terceiro ano, com aulas de projetos de sistemas elétricos, materiais elétricos, sistemas digitais e eletromagnetismo, entre outras. Disciplinas de economia e administração também integram o currículo. O estágio e um trabalho de conclusão do curso são obrigatórios.

Profissão

O engenheiro eletricista lida com a geração, a transmissão e a distribuição da energia elétrica, considerando fatores como custos, localização e segurança. Ele está habilitado a construir e a aplicar sistemas de automação e controle em linhas de produção industrial.

Trabalha no desenvolvimento de componentes eletroeletrônicos, na operação e na manutenção de equipamentos em hospitais e clínicas e em projetos de instalações elétricas.

Participa do projeto e da construção de usinas hidrelétricas, termelétricas e nucleares e faz estudos sobre eficiência energética, considerando fontes de energia renováveis. Também elabora projetos de sistemas de medição de consumo, iluminação de espaços e aterramento de fios.

Concessionárias de energia, empresas de telecomunicações, fábricas de tablets e celulares, indústrias de equipamentos, consultorias e empresas prestadoras de serviços em computação são tradicionais empregadores.

Fonte: Tribuna de Ituverava

Imprimir

Saiba quem tem o direito ao ressarcimento do pagamento do diploma.

banner-diplomas

“ATENÇÃO”

Alunos que pagaram a expedição do diploma entre novembro de 2002 a novembro de 2007.

Entrar em contato através do e-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

 

“TIRA DÚVIDAS”

1. Quem tem o direito ao ressarcimento do pagamento do diploma?
R: São os ex alunos que, efetivamente, pagaram a taxa de expedição do diploma no período entre dezembro de 2002 a dezembro de 2007.

2. Como deve proceder o(a) aluno(a) que tiver o direito do ressarcimento?
R: O (A) aluno(a) que tiver o direito ao ressarcimento da taxa da expedição do diploma deverá preencher um requerimento endereçado à faculdade em que se formou solicitando o reembolso da quantia paga.

3. Qual o valor do ressarcimento?
R: O valor do reembolso será o mesmo em que o(a) aluno(a) pagou na época corrigido monetariamente conforme Resolução 267/2013 da Justiça Federal.