• banner-vestibular-FAJOB-2020-2
  • banner-VESTIBULAR2020-2-fafram
  • banner-vestibular-ffcl-2020-2
  • banner-comunicados
  • banner-forme-facil3








Imprimir

FAFRAM busca convênios com a Secretaria da Agricultura

Reivindicações foram feitas por representantes da FE, em evento realizado em Orlândia

Em encontro realizado em Orlândia, no dia 29 de maio, representantes da Fundação Educacional de Ituverava levaram reivindicações ao secretário estadual da Agricultura e Abastecimento, Arnaldo Jardim. Ele esteve na cidade para uma reunião de trabalho e empossar o engenheiro agrônomo Paulo César da Luz Leão como diretor da CATI (Coordenadoria de Assistência Técnica Integrada) de Orlândia.

Fizeram parte da comitiva Arnaldo Jardim, o diretor da Faculdade Dr. Francisco Maeda (Fafram), Márcio Pereira; o conselheiro da FE, o empresário Luiz Carlos Rodrigues (“Busa”); o vice-diretor-executivo, Antônio Gonçalves Delgado; o vereador Luiz Araújo; o diretor da Tribuna de Ituverava, o jornalista José Luiz Alves Cassiano e Rafael Fernando Mendonça de Freitas Matos (“Rafael Gabiru”).

A Fafram entregou documento ao secretario apresentado dois projetos para dar início à parceria entre a Fafram/FE e Secretaria da Agricultura Pecuária e Abastecimento: instalação de Tanques Redes para atender às demandas de pequenas áreas, e o segundo é para a instalação de Biodigestores para aproveitamento de resíduos e geração de energia para pequenos e médios empreendimentos.

Encontro
O presidente da FE, César Luiz Mendonça, considerou o encontro bastante produtivo. “Sempre tivemos um ótimo relacionamento com Arnaldo Jardim, e ficamos muito felizes quando ele assumiu a Secretária Estadual da Agricultura e Abastecimento. Ele sempre fez muito pelo agronegócio e por Ituverava, por isso estou otimista em relação aos convênios que poderão ser firmados com a FE”, conclui Mendonça Em entrevista concedida à Tribuna de Ituverava, o diretor da Fafram, Márcio Pereira, fala sobre o encontro com Arnaldo Jardim. “Apresentamos ao secretário Arnaldo Jardim a intenção da Fundação Educacional de Ituverava, através de sua mantida Fafram, assinar um convênio para a realização de projetos ligados ao setor agro-produtivo, tendo como finalidade a capacitação e treinamento de agricultores de Ituverava e os outros 11 municípios da regional agrícola da Alta Mogiana e Alta Anhanguera”, explica.

“Caso o convênio seja firmado, será um marco na história da Fundação Educacional de Ituverava e da Fafram, pois teremos condições de desenvolver projetos de interesse social, promovendo a capacitação e treinamento dos agricultores, além de envolver professores e alunos dos cursos de Agronomia e Medicina Veterinária nos projetos, proporcionando um ensino de melhor qualidade para o desenvolvimento de práticas dentro de nossa Estação Experimental, que foi credenciada junto ao Ministério de Agricultura Pecuária e Abastecimento”, ressalta Pereira.

Convênio
O pedido oficial foi protocolado oficialmente junto à Secretaria da Agricultura na última segunda-feira, 1° de junho, pelo Conselheiro Luiz Carlos Rodrigues (“Busa”). “O convênio dos projetos será interessante para a FE, mas também para a Secretaria da Agricultura e Abastecimento de São Paulo, pois a instituição de ensino disponibilizará toda a infra-estrutura do Campus II, que é considerado de excelente qualidade, além do conhecimento técnico dos nossos docentes, que vão participar dos projetos”, destaca.

“Arnaldo Jardim se mostrou muito receptivo, e encaminhou a solicitação para a realização do convênio para áreas técnicas da Secretaria de Agricultura analisarem e da andamento nos trâmites legais”, relata o diretor da Fafram.

Região
Ainda de acordo com Pereira, a região é estratégica. “Temos condições de desenvolver projetos alternativos nas áreas de irrigação, piscicultura, fruticultura tropical, olericultura, suinocultura, avicultura alternativa, caprino, cafeicultura orgânica, avicultura, dentre outros. Esses projetos podem ser implantados em pequenas áreas, principalmente naquelas impróprias para o cultivo da cana-de-açúcar e das grandes culturas (milho, soja, etc.) que exigem a prática da mecanização, ou seja, pode proporcionar ao agricultor um aproveitamento melhor das áreas não produtivas da fazenda”, completa Márcio Pereira.

Fonte: Tribuna de Ituverava

Imprimir

Colégio Nossa Senhora do Carmo faz 2ª Feira do Livro

O Colégio Nossa Senhora do Carmo - COC, instituição mantida pela Fundação Educacional de Ituverava, promoveu nos dias 21 e 22 de maio, a 2ª Feira do Livro, evento realizado no Centro Poliesportivo “Professor Alexandre Miguel”.

Cerca de 700 pessoas prestigiaram o evento, entre alunos da rede municipal de ensino de Ituverava, do Projeto Projovem e estudantes de Guará, que participaram de diversas atividades como pintura de rosto, desenhos, teatro de fantoches, rodas de histórias, além de ganharem algodão-doce e pipoca. Os visitantes também tiveram a oportunidade de adquirir livros a preços baixos.

A atração principal da feira foi a presença do escritor e poeta, Paulo Netho, que desenvolveu diversas atividades junto aos visitantes.

Em entrevista concedida à Tribuna de Ituverava, Netho falou sobre a importância de eventos com a 2ª Feira do Livro. “São fundamentais, pois as crianças devem ser conscientizadas a respeito da importância da leitura, e eu, como um contador de histórias, me sinto honrado em contribuir, pois nada se iguala ao prazer de estar no palco, recitando poesia para uma platéia formada por crianças”, afirma.

Ainda de acordo com ele, o Brasil tem potencial para ser um país de leitores. “O que falta é investimento no campo artístico, mas essa realidade está mudando, pois hoje temos empresas sérias que valorizam a cultura e o trabalho de artistas, abrindo espaço para literatura, dança, teatro e todas as artes”, ressalta Netho.

A bibliotecária da FE, Vera Mariza Chaud de Paula, ressalta a importância da feira. “Nós, como educadores, temos responsabilidade em promovermos dinâmicas e eventos que estimulem nossas crianças. A feira tem esse espírito e por ser um evento aberto ainda cumpre o papel social de contribuir para fazer de jovens e adultos futuros formadores de opinião”, destaca.

Aprovação

O evento foi elogiado por estudantes. “Essa é a primeira vez que participo da feira, mas gostei muito, principalmente das histórias contadas pelo escritor Paulo Netho”, elogia Maria da Glória di San Martino Lorenzato DIvrea, 10 anos.

A visitante Ana Cristina Fragata Rodrigues, 34 anos, mãe de 3 alunos da instituição, destacou a importância da feira. “É tudo realmente ótimo, pois temos que incentivar a leitura entre os jovens, que atualmente são muito ligados à tecnologia, o que não é, necessariamente, algo ruim, mas os livros despertam a criatividade e algo diferente em crianças e adultos”, observa Ana Cristina.

"Participei das duas edições da feira e achei tudo maravilhoso, principalmente pela presença do escritor Paulo Netho”, relata Bruna Alexandre Souza, 9 anos.

“Gostei muito dos livros, principalmente os de humor. Achei a Feira maravilhosa, e gostei de tudo”, completa Maria Eduarda Alves de Sousa Gomes, 9 anos.

 feira-livro-2015-01

feira-livro-2015-02

 

feira-livro-2015-03

feira-livro-2015-05

feira-livro-2015-06

 

feira-livro-2015-07

feira-livro-2015-08

 

feira-livro-2015-09

feira-livro-2015-10

Fonte: Tribuna de Ituverava

 

 

Imprimir

Fafram realiza 1ª Semana Acadêmica de Enfermagem

A Faculdade Dr. Francisco Maeda (Fafram), instituição mantida pela Fundação Educacional de Ituverava, promoveu entre os dias 11 e 15 de maio, a 1ª Semana da Enfermagem. O evento foi realizado no Campus II da FE, com participação de profissionais, professores, alunos e convidados.

Na abertura, o evento teve a palestra “Urgência e Emergência”, com o médico Camilo José Lupoli. Na terça-feira, dia 12, data em que é comemorado o Dia do Enfermeiro, foram proferidas mais duas palestras. A enfermeira Ione Márcia Mendonça de Castro falou sobre vacinação, e a enfermeira Maria Teresa de Paula abordou o tema “Papanicolau em coleta de base líquida”.

Na última quarta-feira, 13 de maio, a enfermeira Andreza Maeda discorreu sobre “Gerenciamento de risco e segurança do paciente”. No dia 14, o tema abordado foi “Psiquiatria e Saúde Mental”, pela Dra. Angélica Maeda.

Na quinta, 15 de maio, no encerrando da 1ª Semana de Enfermagem, a palestra “O profissional de saúde e os cuidados na coleta e orientação do paciente”, foi proferida pela bióloga Jéssica Teixeira, que também cursa Enfermagem na Fafram.

Além do ciclo de palestras, nos dias da Semana de Enfermagem houve aferição de pressão arterial e glicemia capilar, gratuitos aos visitantes.

Importância

Em entrevista, o diretor da Fafram, Márcio Pereira, fala sobre a importância da semana acadêmica. “É uma oportunidade de aprendizado extra-classe, pois os alunos passam a ter conhecimentos além do que é ministrado em sala de aula, o que é muito importante para a formação profissional”, afirma.

“Além disso, as semanas acadêmicas sempre são organizadas pelos próprios estudantes, o que os estimula, pois se esforçam para conseguir, com apoio dos professores, os melhores resultados possíveis”, completa Márcio Pereira.

Imprimir

Palestras e Minicuros marcam Semanas Acadêmicas da FFCL

A Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras (FFCL), instituição mantida pela Fundação Educacional de Ituverava, promoveu entre os dias 18 e 21 de maio, a XIV Semana da Administração e Contabilidade, evento realizado no Campus I da FE, com palestras e minicursos.  

Nos dias 25 e 29 de maio, também foi realizada a VII Semana de Letras, Matemática e Pedagogia, com o tema: “Praticas Pedagógicas em Linguagens e Educação”. Também houve palestras e minicursos.
 
De acordo com o diretor da FFCL, Antônio Luis de Oliveira (“Toca”), as semanas acadêmicas são importantes na formação dos alunos. “O objetivo é sempre levar aos alunos o que há de mais novo em suas áreas, pois é uma maneira de mantê-los atualizados e, ao mesmo tempo, levar conhecimento prático com profissionais experientes”, afirma.
 
Elogios
 
Os participantes elogiaram. “As palestras e os minicursos foram excelentes, esclarecedores e muito interessantes. A Semana soma muito com o conhecimento obtido em sala de aula”, ressalta o estudante de Contabilidade, Lucas Suavinha.
 
“A semana acadêmica foi muito bem organizada e reuniu profissionais competentes e respeitados, o que é muito importante, pois a experiência vem a somar ao conhecimento que temos recebido em sala de aula”, finaliza a estudante do curso de Pedagogia, Gabriela Oliveira Marques.
 
Imprimir

Biblioteca Virtual - Solução que oferece mobilidade e pratícidade

A Fundação educacional de Ituverava disponibiliza à toda comunidade acadêmica o serviço de Biblioteca Virtual: Minha Biblioteca

Imprimir

Balanço mostra a transparência da diretoria da FE

Aprovação foi feita pela PricewaterhouseCoopers

 

A diretoria da FE, além da dedicação ao desenvolvimento da entidade em todas as áreas, também prima pela transparência de seus atos, uma prova é a aprovação, na última semana, pela PricewaterhouseCoopers (PwC), que é uma das empresas mais conceituadas internacionalmente, do balanço patrimonial e relatório dos auditores independentes sobre as demonstrações financeiras da Fundação Educacional de Ituverava, do exercício de 2014, mostrando que a FE está preparada para desafios futuros.

O contador da FE, José Roberto de Oliveira, fala sobre o balanço, no qual a instituição registrou superávit.

“A empresa especialmente contratada, desenvolveu o trabalho durante nove meses, coletando diversas informações, sugerindo adequações e fazendo algumas exigências. É uma empresa bastante séria e atenta a detalhes, e a aprovação significa que tudo está perfeitamente como deveria estar”, afirma Oliveira.

Aprovação

“A aprovação do balanço é importante, porque garante à instituição o selo Cebas (Certificação de Entidades Beneficentes de Assistência Social), que isenta a FE de recolher impostos de aproximadamente R$ 5 milhões. Este dinheiro, pode ser destinado à concessão de bolsas para alunos comprovadamente carentes”, destaca Oliveira.

 

Segundo Oliveira, a aprovação do balanço demonstra a transparência do trabalho desenvolvido pela diretoria da FE. “São pessoas que fazem um trabalho voluntário sem remuneração, procurando sempre o melhor para a instituição de ensino, e conseqüentemente desenvolvendo o setor educacional de Ituverava. Trabalham com muita seriedade, e os resultados obtidos demonstram a transparência da diretoria da FE”, conclui.