Imprimir

Curso básico de ultrassonografia abdominal em pequenos animais.

curso-medvet-utrasonografia

De 31 de maio a 02 de junho. Carga horária 20h. 12 vagas.

4ef22c8e-a162-41aa-8462-4ce7a4ff68bc

Imprimir

FFCL auxilia contribuintes na Declaração do Imposto de Renda

contabilidade ffcl irpf

NAF, do curso de Ciências Contábeis, atua em Plantão Fiscal em parceria com a Receita Federal.

Os alunos de Ciências Contábeis da FFCL (Faculdade de Filosofia Ciências e Letras) de Ituverava, já estão realizando atendimento em Plantão Fiscal para auxiliar contribuintes na Declaração do Imposto de Renda 2019, durante os meses de março e abril. De acordo com o Professor Especialista José Augusto de Oliveira Fonseca, Coordenador NAF (Núcleo de Apoio Contábil e Fiscal) os atendimentos ocorrem exclusivamente aos sábados das 08:30 às 12:00 horas.

Os serviços e as ações do NAF e são totalmente gratuitos. “Com apoio técnico da Receita Federal do Brasil, o atendimento é voltado para a consultoria e entrega de declarações simplificadas aos contribuintes de baixa renda para Pessoa Física 2019, ano-base 2018”, informa o professor. Ele lembra que a declaração é obrigatória ao contribuinte que recebeu mais de R$ 28.559,70 de renda tributável no ano passado.

São seus Membros o Professor Especialista José Augusto de Oliveira Fonseca – Coordenador NAF/FFCL e o estudante Emiliano Secco Nascimento Silveira, Estagiário do Curso de Ciências Contábeis da FFCL Para participar, é necessário comparecer ao atendimento NAF FFCL no Campus I da Fundação Educacional de Ituverava, na Rua Cel. Flauzino Barbosa Sandoval, 1259 Cidade Universitária – Ituverava- SP.

Fonte: Jornal O Progresso

Imprimir

Fafram vai oferecer curso de Inclusão Digital na Vila Dignidade

banner-vila-dignidade
Residentes da Vila Dignidade em visita à Faculdade Dr. Francisco Maeda – Fafram

Os residentes da Vila Dignidade, dia 21 de março, visitaram a Faculdade Dr. Francisco Maeda – Fafram, onde conheceram o campus e o projeto de Inclusão Digital na Melhor Idade oferecido pela faculdade. A informação é da Assessoria de Imprensa da prefeitura.

De acordo com a Coordenadora do Projeto Inclusão Digital na Melhor Idade, Maria Teresa Galdiano Pimenta Costa, a Fafram oferece cursos de Informática para idosos, com o objetivo de promover a inclusão e tecnologia digital, cumprindo sua responsabilidade social, viabilizando a integração da comunidade com as novas tecnologias, ampliando seus conhecimentos, melhorando a integração social e qualidade de vida.

A coordenadora Maria Teresa levou os idosos para conhecer o campus da Fafram, como a biblioteca, Hospital Veterinário, Laboratório de Solos, Centro de Saúde e Sala de Informática.
Os estudantes do curso de Sistema de Informação ministrarão aulas de Windows, Internet e Digitação, sob a coordenação da professora e coordenadora Maria Teresa, para os idosos da Vila Dignidade.

Também estiveram presentes na Fafram o secretário do Bem-Estar e Integração Social, Antônio Carlos Silva e a Coordenadora da Vila Dignidade, Giovana Verdinelli.

Agradecimento

“Em nome da Secretaria do Bem-Estar e Integração Social, a equipe da Vila Dignidade agradece a Fafram pela promoção do projeto. “É com grande satisfação que agradecemos à coordenadora Maria Teresa Galdino Pimenta Costa, ao professor Vitor Augusto W. Goncalves, ao Hélio Vaz e ao Diretor da Fafram Márcio Pereira, pela recepção e iniciativa. O projeto é de muita relevância pois promove a aproximação das pessoas com a tecnologia, integra o idoso à sociedade por meio das redes sociais, buscando ampliar seus horizontes e expectativas”, agradece.

A prefeita Adriana Quireza Jacob Lima Machado parabeniza a iniciativa. “Fiquei muito feliz com esse projeto entre a Fafram e a Vila Dignidade, tenho certeza que renderão muitos frutos, pois é enriquecedor para ambas as partes envolvidas. Parabéns a todos pela iniciativa, e boa sorte aos residentes da Vila Dignidade”, afirma a prefeita.

Fonte: Tribuna de Ituverava

Imprimir

Palestra de Integração - Sistemas de Informação

banner-palestra-sistemas

Palestra de Integração dos alunos do Curso de Sistemas de Informação da FAFRAM/FE com Luiz Eduardo de Branco

Fotos da palestra:

4de7c3df-28e3-4903-b8d5-4e1c6013e15b

b49fff69-f659-4be6-9067-35713c554385

702f6617-869b-46d0-beaa-a052629c9db4

5499e75c-3512-4477-b2a2-ea3d0325a966

910bd7ec-9caa-4edb-b7cd-0d4fb44dc5df

d25d5f4b-9825-4cec-a4ad-15c37d524e98

f7a6a4ae-afb1-426b-a292-45952f58dacf

http://thebestasthmaremedies.com

Imprimir

Consultora de treinamento ACII e Fafram promovem curso na cidade

banner-curso-empilhadeira

A RL Consultoria e Treinamento em Segurança do Trabalho em parceria com ACII – (Associação Comercial Industrial de Ituverava) e FAFRAM – (Faculdade Doutor Francisco Maeda) vão promover nos dias 6 e 7 de Abril, curso de Operador de Empilhadeira. O curso já é realizado em Ituverava pela RL Consultoria e Treinamentos há três anos, e oferece aos participantes a oportunidade de inclusão no mercado de trabalho, com um certificado de reconhecimento em todo o território nacional.

São aulas teóricas e práticas de maquinário, com capacitação profissional adequada, aperfeiçoamento das habilidades de manuseio e toda a parte de segurança para a operação da empilhadeira dentro de uma empresa, de acordo com a norma regulamentadora 11 (Transporte e Movimentação de Cargas).

Capacitação

O instrutor Ronaldo Lima explica que o profissional que será qualificado e capacitado terá todo domínio do equipamento de trabalho. “O operador de empilhadeira é a função designada ao profissional que trabalha com o equipamento seja qual for o modelo de empilhadeira utilizado como: gasolina, álcool, diesel, elétrica ou a gás, à profissão é regulamentada como qualquer outra, sendo uma profissão no qual requer muito selo e atenção do profissional da área” observa.

Ele também fala sobre os deveres do profissional de operador de empilhadeira. “Ele deve ser hábil e zelar pelo equipamento de trabalho, afinal a empilhadeira é um grande investimento para as empresas. Também é sua função zelar pelo material que será transportado”, ressalta Ronaldo Lima.

Áreas de segurança

O Curso de Empilhadeira abrange rigorosamente as áreas da segurança do trabalho e, que, segundo o instrutor, é muito importante formar profissionais habilitados para operar o maquinário, que zelem pela sua segurança e a dos demais companheiros de trabalho. “É importante ressaltar que a metodologia da capacitação oferece uma profissionalização de qualidade para entrar no mercado de trabalho.

Hoje a RL Consultoria e Treinamentos de Segurança do Trabalho trabalha com treinamentos de máquinas pesadas há mais de 10 anos, oferecendo curso rico de conhecimentos que abrange toda a parte dos maquinários até suas situações reais onde os profissionais enfrentam dificuldades no dia a dia.

Acidentes

A ocorrência de acidentes é constante sem o preparo adequado, principalmente no caso do operador de empilhadeira. Este fator causa prejuízos incalculáveis às empresas que contratam esses profissionais, e também ariscando a vida de outros trabalhadores ao seu redor.

“A metodologia usada na aula prática traz ao participante a oportunidade de aprender na prática a habilidade e o conhecimento adquiridos durante o curso, em obstáculos criados para que se sintam dentro de uma empresa, trabalhando com a uma empilhadeira. É bom lembra que, os alunos estão sempre acompanhados pelo instrutor em todas as atividades com a empilhadeira”, observa o instrutor.

Maiores Informações e inscrições pelos telefones: (16) 3830-8900 /(16) 98172-3494 / (16) 99998-3676.

Fonte: Tribuna de Ituverava

Imprimir

Visita Técnica, Alunos de Engenharia Agronômica

banner-visita-tecnica

Visita técnica dos alunos do 8º Ciclo do curso de Engenharia Agronômica da FAFRAM na Fazenda São Luiz - Arte na Terra em São Joaquim da Barra.

Aula prática da matéria de Manejo e Produção Florestal da Professora Denise. A visita correu no dia 28 de Março de 2019.

Veja algumas fotos:

11c50a5d9-4dfd-43fc-a40d-259588b76b16

12fb8a58-563d-4c4b-9ae9-08692a0ca178

22cf28a1-7da2-4b81-83b1-27db3b01b8a3

23de80aad-16df-4ebf-974f-f6c0731cba11

34c0b4887-6b98-4ab5-8497-ae857dc32162

42badab3-2c57-4bbb-a430-cc981139f291

45abb61c1-0cd8-402e-933a-c3a86ed7b7bc

56a350e65-ead1-4ea4-b6cd-a194df2d1ac6

67abeec00-223b-4352-bfd6-89be4a615e77

17396f62-a802-4de9-bed1-ef63b13ecb6e

dbf7c834-742f-4077-b3dc-d00ab078f3c7

fd18e8e3-7dd4-4e99-8e92-f75fb271de0e

Veja mais fotos na nossa página do facebook

Imprimir

Ituverava poderá ter incubadora de empresas

A iniciativa é da Fundação Educacional de Ituverava, Supera Incubadora e ACII

banner incubadora

Solenidade de assinatura do convênio

Nos últimos anos, o termo empreendedorismo ganhou força em todo o país. Isso porque através de várias ideias, muitas pessoas têm se tornado donas de seus próprios negócios, além de gerarem empregos e contribuírem com a economia.

Nas instituições de ensino, o empreendedorismo tem sido muito incentivado e, em Ituverava, município considerado um Polo Regional de Ensino, a situação não poderia ser diferente.

Pensando nisso, na última semana, a Fundação Educacional de Ituverava, a Supera Incubadora (de Ribeirão Preto) e a Associação Comercial e Industrial de Ituverava (ACII) assinaram convênio para implantar uma incubadora de empresas na cidade. 
Assinaram o documento o presidente da FE, Pedro César Galassi; o gerente da Supera e professor do curso de Administração da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras (FFCL), Eduardo Cicconi; o presidente da ACII, Vicente Paulo Vieira; o diretor da FFCL, Antônio Luís de Oliveira (“Toca”) e empresários de Ituverava e região, entre outras autoridades.

Projeto

O gerente da Supera fala sobre o projeto. “O objetivo é a implantação de uma incubadora de empresas em Ituverava, que será gerida por um corpo técnico da FFCL, com o objetivo de incentivar a criação de novas empresas e, com isso, contribuir para a geração de empregos, de renda, melhora na dinâmica da economia regional”, afirma Eduardo Cicconi.

Edital

Ainda segundo ele, nas próximas semanas será publicado o edital para seleção de projetos. “Esse edital trará todas as exigências que serão levadas em conta no momento de selecionar os projetos que farão parte da incubadora”, explica.

“Os empreendedores selecionados se instalarão em uma área física, com todo o suporte da equipe da incubadora, para transformarem suas ideias em negócio e se estruturarem para que possam crescer e se desenvolver. Após essa etapa, as empresas deixarão a área da incubadora e se mudam para algum prédio comercial”, diz. Cicconi ainda lembra que o projeto não é exclusivo para alunos da FFCL, embora eles também possam participar. “Todas as pessoas com alguma ideia de negócio e que se enquadrem aos critérios que serão definidos no edital podem concorrer e, caso selecionados, poderão ser auxiliados para criar sua própria empresa”, destaca.

Supera

A Supera Incubadora, uma das âncoras do Parque Tecnológico de Ribeirão Preto, recebe startups e promove a integração delas com empresas brasileiras consolidadas e empresas internacionais de base tecnológica.

Também oferece apoio para a criação de novos negócios, disponibiliza infraestrutura básica para o empreendimento, assessoria, capacitação e networking.

O principal objetivo é fornecer as ferramentas e soluções para a criação, desenvolvimento e aprimoramento de empresas, no que se refere aos aspectos tecnológicos, gerenciais, mercadológicos e de recursos humanos.

Desenvolvimento

O resultado obtido pode ser visto no desenvolvimento socioeconômico de Ribeirão Preto e região, através da criação de novas oportunidades de trabalho, na expansão das áreas tecnológicas e na aceleração de startups no Brasil. “Atualmente a incubadora conta com 75 empresas e funciona através de uma parceria entre a Prefeitura de Ribeirão Preto e a Universidade de São Paulo (USP). Desde o início, em 2003, passaram pela incubadora mais de 300 projetos, sendo que alguns deles já se tornaram empresas de médio e grande porte”, enfatiza. “A incubadora gera 380 empregos diretos e, no ano passado, as empresas geraram cerca de R$ 2 milhões em impostos, incluindo os municipais, estaduais e federais”, completa o gerente da Supera Eduardo Cicconi.

Incubadora de empresas é uma oportunidade da cidade crescer

Sede da Supera em Ribeirão Preto

Matéria da Tribuna de Ituverava, mostrou dados divulgados pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) que apontam que Ituverava foi o município da microrregião a obter o pior índice de geração de empregos ao longo de 2018. O município registrou uma queda de 81 vagas no mercado de trabalho em 2018. Na microrregião, o único resultado próximo ao de Ituverava foi o de Miguelópolis, onde houve déficit de 72 empregos.

Na ocasião, o jornal cobrou do Poder Público e da sociedade que refletissem sobre meios de gerar empregos na cidade, pois, caso contrário, Ituverava permanecerá estagnada enquanto assiste aos municípios da região crescerem vertiginosamente. Portanto, o projeto de uma incubadora de empregos na cidade merece o apoio das autoridades constituídas e toda a comunidade, pois é o momento que o país se prepara para crescer e, Ituverava não pode ficar de fora desta oportunidade.

Desenvolvimento

O presidente da Fundação Educacional de Ituverava, Pedro César Galassi fala sobre o projeto. “A FGE tem uma grande preocupação com o desenvolvimento econômico e social do município de Ituverava. A implantação de uma incubadora de empresa, eu não tenho dúvida, será um novo marco na mudança do nosso perfil econômico, demonstrando que o nosso município pode, em período relativamente curto, apresentar novas formas de geração de emprego. Convidamos a todos os interessados para participar deste edital, que será lançado ainda no mês de março”, afirma o Pedrinho.

Apoio da FFCL

“A incubadora é um projeto que tem sido discutido a vários anos nos Conselhos da FFCL. Acreditamos que a nossa Instituição tenha capacidade técnica de encabeçar um projeto que trará muitos benefícios para a cidade e região. Este modelo de incubadora tem sido um sucesso em várias cidades do Estado de São Paulo”, observa o direto da FFCL, Antônio Luís de Oliveira (“Toca”).

Entusiasmo

O presidente da ACII, Vicente Paulo Vieira também está entusiasmado com a incubadora de empresas. “É de suma importância para a economia de Ituverava a implantação de uma incubadora de empresas. Através desse projeto a cidade terá um excelente suporte para as pequenas empresas que já existem no mercado, como também vai oferecer suporte e iniciativa ao empreendedor que esteja com uma ideia de negócio e precisa de orientação profissional”, afirma. “Gostaria de parabenizar a Fundação Educacional de Ituverava pela iniciativa que trará muitos benefícios à classe empresarial, que será um fator importante para o fortalecimento da economia e geração de empregos no município”, observa o residente ACII.

Fonte: Jornal o Progresso