Imprimir

Dia Nacional do Campo Limpo

Central de Recebimento de Embalagens Vazias de Agrotóxicos esteve aberta para visitação pública.

 Para comemorar o dia Nacional do Campo Limpo, a Central de Recebimento de Embalagens Vazias de Agrotóxicos da Faculdade Dr. Francisco Maeda (Fafram) - instituição de Ensino Superior mantida pela Fundação Educacional de Ituverava -, promoveu na última sexta-feira, 17 de agosto, um megaevento. Neste dia, o Central esteve aberta para visitação pública, das 8h às 16h.

A fanfarra da Escola Municipal de Ensino Fundamental "Maria Barbosa", apresentou-se na abertura do evento. Entre as autoridades presentes, estavam o presidente da Fundação Educacional de Ituverava, o engenheiro agrônomo Paulo César da Luz Leão; o vice-presidente-executivo e o conselheiro da FE, Antônio Gonçalves Delgado e Vicente Paulo Vieira; o diretor da Fafram, Márcio Pereira; a coordenadora da Central de Recebimento de Embalagens, Regina Eli de Almeida Pereira; os secretários Municipais, José Milton Alves (Meio Ambiente) e Maria Sara Abdalla Martins (Educação), a assessora especial em Educação, Beatriz Santos Rego Silveira; o gerente de operação da Inpev, Daniel Penteado e o representante da CATI (Coordenadoria de Assistência Técnica Integrada), Leandro Galindo Vitor.

Público
Passaram pelo local, segundo a Fafram, cerca de 1,5 mil pessoas, sendo a maior parte alunos de várias cidades da região. “Em Ituverava, a Central já destinou corretamente cerca de 300 toneladas de embalagens de defensivos agrotóxicos. Motivo pelo qual ela foi eleita a melhor do país na categoria de médio porte, e ficou em segundo lugar dentre todas as categorias", afirma o presidente da FE, Paulo César da Luz Leão.

Ele falou sobre a qualidade do trabalho desenvolvido. "A Central de Ituverava sempre se manteve entre as três melhores, o que demonstra a competência.

Parabenizo o diretor Márcio Pereira e a professora Regina Eli de Almeida Pereira pelo ótimo trabalho desenvolvido", diz.

Eficácia
O diretor da Fafram, Márcio Pereira, fala sobre a importância do trabalho das centrais no Brasil. "São mais de 100 centrais em vários Estados. Elas são responsáveis por destinar corretamente 94% das embalagens de defensivos", afirma.

"No caso de Ituverava, todo esse sucesso só é possível devido aos parceiros da entidade, que colaboram na realização de todo o trabalho de reciclagem", destaca.

Para a coordenadora da Central, Regina Eli de Almeida Pereira, o evento já é tradicional na cidade. "Agradeço a população, aos voluntários, aos funcionários e a todos que contribuíram para o sucesso da Central, em especial, a diretoria da Fundação Educacional de Ituverava", complementa.